Depois da tempestade ... Venho eu

8.10.13


Na verdade não passei por nenhum naufrágio tempestuoso, mas ditou alguma falta de tempo, que me ausentasse da blogosfera.

Entre aqui e ali, (sempre de um lado para o outro), só agora consegui recuperar a minha relação com a cadeira do escritório.

Estou de volta, estou de volta para ficar ... afinal de contas, aqui é o meu lugar.

Para alegria de muitos, e infelicidade de outros tantos (risos).

Tanta coisa tenho para partilhar convosco, que fica quase difícil perceber por onde começar ...

É que o início, esse, já está bem lá para trás.

Afinal de contas, estamos nisto juntos desde Janeiro de 2012, e neste (muito) pouco tempo, fomos cerca de 580 000 visitantes.

Para o bom ... e para o menos bom (também faz parte).

Agora arregaço as mangas, e dou liberdade à caneta bic.

Na verdade, limito-me a escrever no teclado do computador, mas estamos na era do trendy chic, do cosy, e achei que ficava mais bonito.

E porque quem diz a verdade não merece castigo ...

Espero alterar a imagem do blog, vocês merecem ... e eu também (claro!)

Mas isso agora não interessa nada ...

O que realmente interessa, é que estou de volta, com a mesma ironia e lamechismo que me caracterizam ...

Estou quase como o ditado popular, depois da tempestade ... venho eu.

Obrigado por continuares desse lado.

Eu de facto escrevo ... mas sabes que és tu a fazer valer a pena!       

                                       FranciscoVilhena



You Might Also Like

1 comentários

  1. "O bom filho à casa retorna!"

    http://abertodemadrugada.blogspot.pt

    ResponderEliminar

Like me on Facebook

Seguidores

Subscribe

Subscribe